Fez compras? Aprenda como higienizar alimentos e evitar o coronavírus

Com a pandemia do novo coronavírus, incorporar novos hábitos se tornou fundamental no dia a dia dos brasileiros. Apenas usar máscaras e lavar as mãos ou higienizá-las com álcool gel não é suficiente para se manter seguro contra a COVID-19. Mesmo com o isolamento, alimentos ou objetos externos podem ser responsáveis pela contaminação ao entrar pela porta de casa. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo coronavírus é sensível às temperaturas normalmente utilizadas para cozimento dos alimentos (em torno de 70º), mas quais as medidas adequadas para manipular e higienizar corretamente os alimentos comprados nos mercados?

Para a professora de Nutrição do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, Bruna Magusso, ao chegar das compras, a primeira atitude é lavar as mãos com água e sabão e higienizar as superfícies onde serão manipulados ou guardados os alimentos, como: bancada, pia e despensa.

As superfícies e utensílios que entram em contato com os alimentos devem estar limpos com saneantes, produtos de limpeza regularizados na Anvisa. Os produtos embalados adquiridos no supermercado, como os industrializados ou não-perecíveis devem ser higienizados com álcool 70%. As sacolas plásticas ou caixas do supermercado devem ser descartadas”, indica. 

Além das compras de mercado, a recomendação também vale para a modalidade delivery, que envolve o manuseio de embalagens e superfícies que podem auxiliar no contágio do coronavírus.

 A professora esclarece que as pesquisas realizadas ainda não encontraram indícios de transmissão do Covid-19 via alimentos, mas, por ser um vírus novo, a precaução é imprescindível. Quem prepara os alimentos deve lavar as mãos com frequência, com água e sabão, não esquecendo de incluir as pontas e as regiões entre os dedos, além dos punhos.

“É importante manter as unhas curtas, sem esmaltes e não utilizar adornos que possam acumular sujeiras e microrganismos, como anéis, aliança e relógio. Além disso, não falar ou assoviar em cima dos alimentos, superfícies ou utensílios utilizados no preparo do alimento”, aponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *