Arquiteto do estádio próprio do Atlético-MG exalta custo baixo do projeto: “Mais barato do mundo”

Uma das maneiras eficientes para saber o real custo de um estádio de futebol é dividir o custo total da obra pelo número de cadeiras da arena. No caso do Atlético-MG, foi isso que o arquiteto responsável pelo projeto da Arena MRV realizou para ressaltar o orçamento enxuto da obra que promete erguer a casa própria do Galo, em 2022, com 46 mil lugares. O custo original do estádio é de R$ 410 milhões, o que dá R$ 8,9 mil para cada cadeira.

“Buscamos um projeto extremamente confortável, mas sem ser luxuoso. precisamos de conforto e segurança na nossa casa” (Bernardo Farkasvölgyi)

O custo da obra da Arena MRV requer atualização, entretanto, como ressaltado pelo próprio arquiteto. Há despesas marginais, como as alterações de trânsito na região do bairro Califórnia, em Belo Horizonte. A compensação é o rendimento que os R$ 250 milhões provenientes da alienação de parte do Shopping Diamond Mall já apresenta (algo perto de R$ 290 milhões).

– Podemos dizer que o assento na arena custa em torno de R$ 9 mil, não conheço nenhuma arena no Brasil e no Mundo com custo tão baixo por assento. Estamos falando de números gerais: R$ 410 milhões de obras, sem reajuste, e R$ 8,9 mil por cadeira. Isso envolveu uma série de estudos: estrutura metálica, de concreto. Buscamos soluções de arquitetura e engenharia para fazer, vamos dizer, a arena mais barata do mundo. E será uma das melhores do mundo. Do Brasil eu não tenho dúvida. Cada cantinho da Arena foi pensado – afirmou Farkasvölgyi, em participação na live da TV Galo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *